sexta-feira, 4 de novembro de 2011

Alice ou a Última Fuga - 1977 - Claude Chabrol

O realizador francês Claude Chabrol tem normalmente seu nome associado à Nouvelle Vague, movimento cinematográfico que deu corpo e alma ao “cinema de autor”, suas críticas ácidas à burguesia e ao cinema de suspense. Em 1977, no entanto, em uma rara inclusão pelo cinema fantástico, fez um pequeno filme obscuro e pouco badalado “Alice ou a última fuga” (Alice ou la dernière fugu), uma pequena e assustadora obra-prima do gênero.

O Filme narra à história Alice Carol (clara alusão à Alice, de Lewis Carroll), interpretada de forma blasé e carregada no erotismo pela eterna “Emmanuelle” Sylvia Kristel, no auge de sua beleza, como uma esposa que decide abandonar o marido e a vida burguesa que já não suporta. Ela parte de carro, sofre um pequeno acidente, e vai parar em uma enorme e assustadora casa. Na mansão, Alice é recepcionada por um senhor que parecia já estar a sua espera e passa a viver um pesadelo bizarro e incrivelmente perturbador.

O filme é uma pequena pérola do cinema fantástico. Hermético e aberto a varias interpretações, tem uma conclusão sinistra que remete a ótimos filmes de horror feitos nos USA nos anos 70, como o clássico absoluto “O Bebê de Rosemary” de Polanski e a Sentinela dos Malditos, aliados ao surrealismo e ao delírio formal dos livros da série Alice de Lewis Carroll. Uma bela mistura!


Um comentário:

  1. Engraçado,amor...o ritmo dele é lento.E você sabe...ficou devagar,eu acabo dormindo..hehehe.
    Mas deste eu gostei!Fiquei até o final!

    Boa escolha,como sempre,meu lindo!

    ResponderExcluir