segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Três poemas de Bukowski


montanhas mongóis brilham na luz

montanhas mongóis brilham na luz,

ouço o pulsar do sol,

o tigre é o mesmo para todos nós

e alto oh

bem alto no ramo

o rouxinol

canta.


O Olhar:

Uma vez comprei um coelho de peluche
num grande armazém
e agora ele passa o tempo sentado a olhar-me
com os seus pequenos olhos cor-de-rosa:

Ele quer bolas de golfe e paredes
de vidro.
Eu quero a calma da tempestade.

A nossa desilusão descansa entre nós.

verdade

uma das melhores passagens de Lorca
é
“agonia, sempre
agonia…”
lembra-te disso quando
matares
uma barata ou
pegares numa lâmina para
fazer a barba
ou acordares de manhã
para
enfrentar o
sol.

A tradução dos três poemas foi feita por Manoel A. Domingos e estão disponíveis, entre outros poemas do "Velho", no excelente blog: http://oamorumcodoinferno.blogspot.com/ , de sua autoria.

2 comentários:

  1. Como é bacana esse intercâmbio Brasil/Portugal,amor!

    Beijos e muito sucesso sempre!

    ResponderExcluir