quarta-feira, 16 de junho de 2010

Lunar (Moon) 2009

 Espécie de filme-homenagem ao gênero ficção-científica, nos seus pouco mais de 90 minutos de duração, vemos ecos explícitos de filmes como  2001, Solaris e Blade Runner, mas sem render-se a cópia ou a clichês.

O filme narra à história de Sam Bell (Sam Rockwell em interpretação memorável), um funcionário de uma empresa que explora a energia do Sol. Sam está há três anos em uma estação de captação de energia  na lua, tendo apenas a companhia de Gerty (dublado por Kevin Spacey), um robô que o auxilia nas tarefas. O contrato de Sam está prestes a terminar e o astronauta  está animado com seu retorno à terra, mas um acidente revelará  que sua vida não é bem aquilo que aparentava e nem ele é bem o que pensa.

Na contra mão dos filmes de ficção-cientfica de hoje em dia que escondem a falta de idéias  atrás de efeitos especiais fabulosos amparados por orçamentos exorbitantes, Lunar custou apenas US$ 5 milhões e quase não tem efeitos especiais, mas conta com um roteiro inteligente, apesar de simples e previsível ,  explora de maneira criativa  o enredo e as suas possibilidades e conta com duas excelentes personagens (Sam e Gerty),  além da tratar de temas como o sentido da existência,  a ética na ciência e a loucura fruto de isolamento.  


Ainda sobre o Duncan Jones, vale falar que:
O Diretor é filho de David Bowie. O talento está no sangue.
Nos extras do DVD  tem um primeiro filme de Jones, o curta “Whistle"  de 2002 um triller ligeiro e original que colabora para minha opinião sobre a Família Jones/Bowie.

Um comentário:

  1. Amor....que filmão!
    Confesso que ficção-científica nunca me seduziu...mas esse aí foi muito bacana!
    Bela escolha!
    E uma outra coisa deliciosa é o prazer que sinto ao ler seus textos,como sempre!Tava com saudade disso...rsrs.Obrigada pelo presente,amor!

    Beijos espaciais no meu maridinho

    ResponderExcluir