terça-feira, 4 de maio de 2010

Abraços Partidos - 2009


Pedro Almodóvar é o principal nome do cinema espanhol da atualidade. O diretor tem um estilo inconfundível e bem sucedido onde melodrama, suspense e comédia dão sustentação para a exploração de temas como: desejo, família, violência, amor e loucura, tudo harmoniosamente misturado. Almodóvar é um dos maiores realizadores do cinema mundial de todos os tempos e um dos cinco maiores diretores em atividade, mas verdade seja dita: Abraços Partidos (Los Abrazos Rotos- 2009 )seu último filme, é sofrível!

O filme narra de maneira tragicômica e com traços noir a história de Mateo Blanco (Lluis Homar), ex-cineasta que fica cego após um acidente. Sem poder desempenhar a antiga função, por conta de sua nova condição, passa a ser um roteirista e adota o pseudônimo de Harry Caine. Certo dia, um diretor de cinema aparece em seu escritório e lhe oferece um trabalho que o fará trazer à tona velhas lembranças e antigos sentimentos.

As lembranças de Caine/ Blanco nos são reveladas em conversas que este tem com seu assistente Diego (Tamar Novas) e vemos um triângulo amoroso avassalador repleto de traição, ciúmes e paixão formado por além de Blanco, por Lena(Penélope Cruz) e por Ernesto Matel (José Luis Goméz).

A grande derrapada do diretor está, em minha opinião, na falta de habilidade em costurar a trama e revelar os mistérios, tudo soa gratuito , sem sabor e previsível. O filme foi feito com muita paixão e de maneira muito pessoal, o que conta pontos a favor do diretor, mas é pouco, por se esperar muito quando tem algum projeto que envolva seu nome.

Um filme precisa ser concluído ainda que às cegas” Diz a personagem de Homar no último take do filme. Discordo! Nem todo filme precisa ser concluído e “Abraços partidos” é um desses que podia permanecer inacabado. Decepcionante!


2 comentários:

  1. Amor...que bom que nossos abraços continuaram bem apertadinhos,mesmo após o filme...rsrsrs.
    Você tem razão...dos filmes do Almodovar,talvez esse tenha sido o mais enfadonho!

    Beijos,meu lindo!

    ResponderExcluir
  2. Vim até aqui...
    para te trazer gentilezas...
    e beijos gentis...
    Leca

    Eu adorei o olhar de Almodovar sobre o masculino...mais beijos

    ResponderExcluir