quinta-feira, 8 de outubro de 2009

Arnaldo Baptista



A Vida de Arnaldo pós Mutantes é digna de um filme: cheia de dramas, acontecimentos traumáticos e no fim redenção.

Em 1974, logo após sua saída do grupo, lança outro clássico e um dos grandes e mais relevantes discos da música brasileira, “Loki?”. O álbum foi gravado numa velocidade impressionante, as idéias pareciam pular para fora e Arnaldo tinha urgência em gravá-las.



Cheio de letras pessoais, delirantes e melancólicas, o músico parecia tentar exteriorizar todas suas magoas e suas obsessões. O clima do disco e de lamento e dor, ora romântico: boa parte das letras parece ser dirigida à Rita Lee, sua ex-esposa e ex-parceira. Ainda nas letras a traços dos delírios de Arnaldo, suas neuroses sobre viagens interplanetárias, no tempo e suas criticas a sociedade de consumo, suas crises existenciais e desilusões. Um trabalho cheio de imagens fortes, psicodélicas e repletas de sentimento.


Do ponto de vista musical o disco assusta pela sonoridade alcançada. E bem verdade que há alguns problemas técnicos, mas toda a excentricidade de Arnaldo, seu talento para loucura, seu ecletismo fazem de Loki? Um disco impressionante! Arnaldo parece possuído ao tocar seu piano. O disco conta com arranjos do Maestro Rogério Duprat, alem de Arnaldo que tocou pianos e violão teve a participação de Liminha nos baixo, Dinho Lemos na bateria e Rita nos vocais.

O disco é aberto por “Será que eu vou virar bolor”, música cheia de ironia e medo. Depois vem a autobiográfica “não estou nem ai” em que Arnaldo confessa: "Ontem me disseram que um dia eu vou morrer / Mas até lá eu não vou me esconder / Porque eu não estou nem aí pra morte / Não estou nem aí pra sorte / Eu quero mais é decolar toda manhã”.Segue com a irônica: "Vou Me Afundar Na Lingerie”; e com a instrumental: Honky Tonky, música que Arnaldo mostra além de sua capacidade de composição, toda sua destreza como pianista. Depois ainda viria a psicodélica “Cê tá pensando que eu sou Loki”, a desesperada: “Desculpe”; a critica: “Navegar de Novo”; a mais bela canção de amor do rock brasileiro: “Te amo podes crer” e fecha o disco acústica “é Fácil”.





Depois de loki. Os problemas de saúde de Arnaldo se agravaram. Uma forte depressão aliada há um consumo abusivo de drogas pesadas fizeram o músico ser internado diversas vezes nos próximos anos, seu projeto artístico foram perdendo prestigio e confiança. Formou a Patrulha do Espaço, exercitou seu lado hard-rock e gravou “O Elo Perdido” em 1977 e "Faremos uma noitada excelente" em 1978, mas somente lançados em: 1987 o segundo e 1988 o primeiro.




Em 1980, o mutante grava Singing alone. Disco que Arnaldo defende suas convicções musicais, seu apreço obsessivo pela amplificação valvulada, e sua preferência pela guitarra Les Paul e o baixo GS ambos da marca Gibson. Preferências à parte o disco é excelente. Arnaldo se reinventa novamente. Sai do estado visceral e opressivo de loki e mergulha em divagações e loucuras de ordem metafísica e cientificas. O disco contém grandes músicas como: "I fell in love one day, O sol, Bomba H sobre São Paulo, Jesus, come back to earth, Cowboy, Ciborg, corta a jaca e Coming throuth the waves of science”.

O disco só seria lançado em 1982, pois naquele mesmo ano Arnaldo é internado em um hospital por conta de uma séria crise e tenta o suicídio, saltando do de uma das janelas do quarto andar da ala psiquiátrica. Arnaldo fica em coma por meses e o acidente lhe deixa algumas seqüelas permanentes.






Os partir do final do 80, Arnaldo é “redescoberto” por um novo público. Sai um álbum tributo chamado: Sanguinho novo, que artistas como: Akira S, & as garotas que erraram, Sepultura, Fellini, 3 hombres, Vzyadoq Moe, Paulo Miklos, entre outros que  cantam clássicos dos mutantes e de Baptista.



Nos 90 Arnaldo rompe todas as expectativas quanto sua nova limitação física (os médicos afirmaram que ele jamais comporia novamente) e lança Let in bed. O disco tem tudo que se espera de Baptista: Letras geniais e um som com requintes psicodélicos. John Ulhoa do Pato Fu produziu o disco e apresentou uma nova tecnologia ao mestre, que criativamente e honestamente criou um trabalho que: se não genial quanto no passado, honesto e corajoso.
O álbum tem músicas boas, como: a tribal Gurum Gudum, Everybody Think I´m Crazy, LSD, e músicas excelentes como: To Burn or not Burn, Deve Ser Amor e Bailarina.

 


No ano passado o diretor Paulo Henrique Fontanelle lançou “loki- ”Arnaldo Baptista", cinebiografia do mutante. O filme circulou entre os mais importantes festivais de cinema do Brasil, ganhando prêmios de escolha popular no Festival do Rio e na 32ª Mostra internacional de Cinema de São Paulo.




Arnaldo Dias Baptista é um dos maiores gênios da música popular brasileira! É muito bom ver uma pessoa dessa importância receber as devidas homenagens e reconhecimento ainda em vida é maravilhoso e muito especial. Ele ferrou minha cabeça (no melhor sentido possível) e a de muita gente e fará isso por muito tempo, pois ele é aquele tipo de artista que o tempo não limita, sua obra é antemporal. Baptista tem uma obra inventiva, criativa, pessoal, honesta e poética.

Arnaldo mergulhou fundo na loucura e voltou para nos mostrar o paradoxo que é: um lugar assustador e triste ao mesmo tempo belo, mágico e feliz.

Arnaldo Baptista em "Não estou nem aí" -

3 comentários:

  1. Uau!
    Amor,você conseguiu transmitir tudo nesse post!
    Toda a genialidade do Arnaldo,mas também sua dor pungente,seu desepero e o vôo da Fenix,que volta à luz depois de passar pelo purgatório!
    Parabéns!

    Loki é mesmo um disco maravilhoso e é exatamente como você descreveu!Ao ouví-lo consegue-se ter uma visão ampla do desespero e do pedido de socorro em suas letras!E mesmo no meio do caos,existe a presença firme do amor e sim,da consciencia!

    Aplausos de pé para você,meu imenso amor!

    ResponderExcluir
  2. Obrigado, Gambs...
    São seus olhos querida.
    Obrigado por ouvir comigo essas coisas doidas, mas muito importantes para mim, minha grande companheira.

    Beijos cheios de lokura.

    ResponderExcluir
  3. ISSO E SIMPLESMENTE UMA VIAGEM COM ESSA PATRULHA DO ESPAÇO!!!! VALEU PELA MARAVILHOSA POSTAGEM!!

    ResponderExcluir