terça-feira, 8 de setembro de 2009

Up - Altas Aventuras / 2009



Eraserhead já não é o mesmo. Mundialmente conhecido por seus gostos extravagantes, sua aptidão para gostar de coisas, bem... Digamos: Anticonvecionais, obscuras e de difícil assimilação; esse cabeça de borracha que vos fala tem uma confissão fazer - foi assistir um desenho animando da Pixar e adorou. Ele já havia gostado dos anteriores, principalmente do Wall-e, de Ratatouile e Monstros S/A, mas Up-Altas Aventuras, filme dirigido por Peter Docter ele gostou pacas.

A epopeia ocorreu no último domingo, dia 06/09. Eraser foi, como de costume, levar sua sobrinha  para assistir o filme infantil que estreava naquela semana. Sempre em companhia de sua adorável companheira, Senhorita Gambs - sua Mãe, Madame Iara e com a participação não tão constante, mas sempre especial de Dani, sua irmã, seguiram para o Bourbon para assistir ao desenho americano.


No Shopping, depois de atravessar uma fila animalesca, e ao chegar à bilheteria, foi informado que não havia mais ingressos. Olhou para trás e viu uma fila cheia de crianças e pensou se não seria melhor alguém informar antes que as pessoas percam tempo na fila. Enfim...

Resolveram partir para o Eldorado, onde o filme seria exibido em 2 salas, logo haveria mais chances de consegui ver o filme. Chegando nas proximidades do shopping a fila para adentrar o estacionamento desencorajou a todos. Ela dava a volta em três partes do quarteirão. Eraser olhou para o rosto de sua sobrinha e já ensaiava uma desculpa para não ir ver o filme, quando um epifania o acometeu. Lembrou que o filme estava passando no Frei Caneca e que trata-se de um shopping mais tranquilo, poderia ser lá.

Batata! Cinema sem fila e com ingressos na mão para a próxima sessão. Falemos agora sobre o filme.

Up narra a historia de Carl Fridericksen, um homem amargo de 78 anos que ao fazer uma viagem muita louca tem a chance de acertar as contas com o mundo.

O filme já começa muito bom, com uma sequência em que nos apresentado Carl ainda criança. Vemos seus sonhos de ser um aventureiro e explorador e como ele conheceu Ellie, sua cara-metade. Uma menina que apesar de bem mais atirada que o garoto, tem os mesmos gostos e as mesmas aspirações.

A próxima sequência e ainda mais excelente, passa junto com os créditos inicias do filme. Nos é mostrada a vida em comum dos Frideriksens, suas conquista, suas decepções e os vários motivos que os afastam de fazerem sua grande aventura, até a morte de Ellie.

A partir dai começa verdadeiramente o filme, Carl, agora idoso é um homem recluso e amargo. Vive em conflito com um homem que quer comprar sua casa para derrubá-la e construir um prédio no local. Depois de uma discussão com uns dos funcionários desse homem, Carl é acusado de agressão e é considerado perigoso judicialmente e é recomendado a procurar moradia em um asilo. A ideia de se afastar da casa que foi muito feliz com Ellie  faz Carl tomar uma atitude radical: instalar um mecanismo de vôo na casa que, impulsionada por balões de ar levanta vôo e levar Carl para a viagem de sua vida.

Em companhia de Russel, um escoteiro atrapalhado que acidentalmente estava na casa no momento que ela levanta vôo, partem para a América do sul, para o local em que Carl e Ellie fariam sua grande aventura. Lá encontram Kevin, uma ave exótica muito louca, uma matilha de cães falantes engraçadíssimos e Charles Muntis, o vilão do filme.

Das diversas qualidades que o filme possui, vale destacar o roteiro delirante, quase surreal; e a confecção das personagens. Carl Freidcksen principalmente, traz toda a dor, a redenção e a esperança, presente em cada um de nós humanos.

Um filme que diverte e emociona na mesma medida. Excelente programa para ver acompanhado dos filhos, sobrinhos ou até mesmo com a namorada.

Por falar em namorada: Ta bom, Gambs, eu confesso! Também Chorei na parte que a Ellie morre! Mas foi só uma lágrima, ok!?

3 comentários:

  1. Amor da minha vida...que experiência deliciosa!
    Eu sabia que as lágrimas haviam escorrido...Esse papo de que homem não chora não tá com nada...
    Gostoso participar de um momento tão Gigia...e até mesmo passear pelo shopping segurando uma linda bonequinha no colo...Amo muito tudo isso..

    Mas...acima de qualquer coisa:o filme é muuuuuito fofo!

    Beijos ao meu herói preferido:Super-Eraser!

    ResponderExcluir
  2. Hummmm... Gambs-maravilha, Minha companheira na luta conta o crime.

    Beijos generosos em carinho e amor para você!

    ResponderExcluir
  3. Gambs-maravilha...eeeu???
    Ah,meu amor...você é mesmo irresistível!
    Vou já te encher de beijos-maravilha!

    ResponderExcluir