quinta-feira, 17 de setembro de 2009

Odilon Redon

Bertrand-Jean Redon, ou simplesmente Odilon Redon (Bbordeux-1840 / Paris – 1916) não foi o único a abraçar os preceitos estéticos e temáticos do simbolismo, mas foi aquele que melhor soube representar os ideais do movimento.
Com uma obra marcada pela poesia e repletas de imagens  fantásticas  próximas à imaginação e carregada no clima onírico, suas telas foram muito influente para a formação do movimento surrealista, alguns anos depois.
Observa-se em sua obra duas fases bem definidas por uma forte mudança técnica e temática. Na primeira monocrática, suas gravuras e desenhos eram realizados principalmente com carvão. O conjunto desses trabalhos ficou conhecido como os Negros. Os temas que o pintor usava nesse período abordavam um mundo fantástico de horror e dor, cheio de monstros e personagens disformes. Um verdadeiro pesadelo pictórico.
A partir da década de 1890, Redon modificou sua abordagem. Carregando mais nas cores e na luminosidade. Passa a utilizar pastel e óleo. Nesta fase, ele continua a criar universos imaginários fantásticos, mas trabalhou com temas mais suaves, embora o viés imaginário e fantástico continue carregado em sua obra.
Guardian Spirit of the Waters -  1878
The Crying Spider - 1881
The Black Sun - 1900
Beatrice - 1885
barque_mystique - 1890/1895
Ophelia - 1900-1905
Le Bouddha (The Buddha) - 1905
Pandora -  1910.
The Fall of Phaeton - 1910
Parsifal - 1912
The Red Sphinx -  1912
The Cyclops -  1914

3 comentários:

  1. Nossa,amor...confesso que desconhecia esse artista...Mas fiquei impressionada com seus trabalhos!Em especial,Beatrice,cheia de suavidade e o ventre de Pandora,que inspira poder e delicadeza ao mesmo tempo!

    Beijos cheios do mais puro amor!

    ResponderExcluir
  2. Isso porque você não viu ainda o ventre da Anti-Pandora(Rsrsrs)!

    Gambs, meu amor...obrigado pelo comentário.
    Fico contente quando você gosta de algo que eu coloco aqui.

    Beijos repletos de carinho em câmera lenta!

    ResponderExcluir
  3. Hummm...que lindo!
    A Anti-Pandora agradece!rsrsrs...

    Adoro seus posts,seus poemas,suas críticas,suas colocações!Que homem mais culto!
    Tenho muita admiração e orgulho por vc,meu amor!

    Beijos bem babões...por ti!

    ResponderExcluir