quinta-feira, 24 de setembro de 2009

Alguns Aforismos de Kafka

- A partir de um certo ponto não há mais retorno.
Esse é o ponto que deve ser alcançado.

- Uma gaiola saiu à procura de um pássaro.

- Compreender a ventura de que o chão, sobre o qual está parado, não pode ser maior do dois pés que o cobrem.

- Como se pode estar satisfeito com o mundo, a não ser quando nele se exile?

- Não existe nenhum possuir, somente um ser, somente um ser exigente até o último alento, até à asfixia.

- No passado eu não compreendia porque não encontrava respostas às minhas perguntas; hoje eu compreendo como podia acreditar que pudesse perguntar.
Entretanto, eu não acreditava, perguntava somente.

- A desproporção do mundo parece ser, de modo consolador, apenas uma questão quantitativa.

- Foi dada a eles a escolha de se tornarem reis ou mensageiros de reis. Com a ingenuidade das crianças todos escolheram ser mensageiros. Eis porque só existem mensageiros, que correm pelo mundo em como não há mais reis, gritam uns para os outros mensagens que não tem sentido.

- Olhe bem acima das nuvens! Você pode estar lá com Deus!

- Não precisa sair de teu quarto. Permanece sentado à tua mesa e escuta. Não, nem mesmo escutes, simplesmente espera. Não, nem mesmo espera. Fica imóvel e solitário. O mundo simplesmente se oferecerá a ti, para ser desmascarado. Ele não tem escolha, e acabará rolando em êxtase a teus pés.

Nenhum comentário:

Postar um comentário