quarta-feira, 12 de agosto de 2009

George Grosz

The Loversick - 1916

George Grosz nasceu em 1893 em Berlim e foi um dos fundadores do movimento Dada em Berlin no final dos anos 10 e inicio dos anos 20 do século passado e um dos principais nomes da corrente expressionista chamada "Nova Objetividade (Neue Sachlichkeit)", uma corrente mais voltada para o realismo e mais engajada socialmente.
A obra de Grozs captou o espírito pessimista em que se encontrava a Alemanha no período entre guerras e o artista utilizou sua arte para criticar corrupção e a hipocrisia da sociedade berlinense.

Com o estabelecimento do nazismo, Grozs, partiu para a América e em 1932, foi convidado para lecionar na Arts Student League, em Nova Iorque. Ficou no país até 1958. Nesse mesmo ano, o artista faleceu em sua terra natal, vítima em um acidente em uma escada.



Suicide - 1916

Germany a Winter's Tale-191719.


To Oskar Panizza - 191718
Beauty, Thee Will I Praise - 1919

Republica Automatons - 1920



Grey Day - 1921

8 comentários:

  1. vc me faz relembrar de pintores que eu já tinha me esquecido!!!

    Obrigada!!

    Ótima semana para vc!

    Bjs


    Si

    ResponderExcluir
  2. Oi, Si...

    Fala a verdade, a Arte do início do século passado foi bárbara, não! Eu adoro os pintores desse período e vejo que gostas também.

    Legal que tenha gostado de novo layout. O Blog estava meio Deprê e escuro. Apesar de adorar Picasso, já estava meio enjoado de ver a Guernica no início do blog.

    Abs,

    ResponderExcluir
  3. Oi,meu grande amor...

    Lindas obras...o mais legal é o poder que elas tem de transmitir o peso da realidade...Lindos registros da história da humanidade!

    Adoro os posts literários,mas não posso negar que aqueles sobre os grandes pintores são os que mais enchem meus olhos...rsrsrs...

    Beijos gigantescos!

    Gambs

    ResponderExcluir
  4. Olá,Gambs, meu amor...

    Bem observado. Grosz tinha essa preocupação de retratar a realidade. Tá certo que de uma maneira irônica e critica, mas você tem razão.

    Sua sensibilidade e sua visão analítica mais e mais me enchem de admirição por você.

    Beijos cheios de saudade,

    ResponderExcluir
  5. Eu é que admiro vc,meu amor!
    Sou sua fã e a cada post fico mais surpresa com suas pesquisas para o blog!

    Quando penso que já vi de pouco um tudo por aqui...vem vc,com uma novidade melhor que a anterior!

    Nossa...como é bom ler o que escreves,meu anjo!

    Tédio?Mesmice?NUNTA!!!

    Beijos e mais beijos!

    Calíope

    ResponderExcluir
  6. Obrigado, Gambs...
    São seus olhos, querida...São seus olhos...

    ResponderExcluir
  7. O que meus olhos veem,meu coração relata!Pode ter certeza disso!rsrs

    beijos,meu lindo!

    ResponderExcluir