quarta-feira, 15 de julho de 2009

Across the Universe (2007) - Julie Taymor


Ah, os anos 60... Apesar das guerras ao redor do mundo, do estabelecimento das ditaduras no terceiro mundo, de ter sido o auge da guerra fria e da corrida armamentista, o mundo era um lugar mais romântico! O movimento de contracultura gritava e cantava pela paz e o amor, os jovens eram idealistas e politizados e os sonhos de um mundo melhor pareciam ter força para mudar o mundo. Nessa época, apareceu um grande número de movimentos culturais como a Novelle Vague francesa e o Cinema Novo brasileiro que são bons representantes dessa forma de arte que além de possuir um grande valor artístico, tinha essa preocupação mais social.
O leitor mais cético e cínico (no melhor sentido da palavra) pode achar isso inocência, certo? Pode até ser, mas porque não a fé e a pureza ao invés da descrença e da malícia. Eu trocaria sem pensar minha juventude nos frios anos 90 e 2000 pelos calorosos anos 60!
Bom... Basta de chorumelas e vamos para o texto...

Quem melhor representa toda essa contradição, inocência e efervescência dos anos 60?
The Beatles, ora....
Sendo assim, porque não usar suas músicas para contar uma história de amor naquela década. Melhor, porque não contar uma história de amor através das suas músicas.

Across the universe, terceiro filma da impressionante cineasta americana Julie Taymor faz isso, utiliza o universo beatlemaniaco para contar uma história de amor estilizada, divertida, sensível e com uma certa carga dramática. Taymor que já havia mostrado toda sua competência visual e sua imaginação febril nos ótimos Titus e Frida, aqui nos brinda com filme deslumbrante, visualmente impecável e apaixonante.

Todas as personagens do filme remetem ao universo da banda inglesa, a começar pelos nomes dos personagens, Jude, Lucy, Max, Sadie, Prudence, Desmond, Dr. Roberts, Mr. Kite entre outros, como nota-se também no enredo do filme e nas várias situações esparsas no filme. Todas as músicas foram cantadas pelos atores de forma competente, destaque para a dupla de protagonistas a bela Evan Rachel Wood (Lucy) e o competente Jim Struges (Jude) que além de excelente ator, tem uma incrível semelhança com Paul McCartney (pelo menos eu achei).

A trilha sonora dispensa considerações... é Beatles poxa! Como diria um velho amigo: quem não gosta de Beatles, bom sujeito não é... Vários clássicos de várias épocas da banda de Liverpool:
All my loving, I Want to hold your hand, Let be, Come Together, I am the Walrus, Something, Strawberry fields forever, Across the Universe, Helter Skelter, Happiness Is a Warm Gun entre outras.

Confesso a vocês, amigos, que não sou nada chegado em musicais. Nunca assisti Cantado na Chuva e detesto West Side Story, porém dois musicais têm destaque no meu coração cinéfilo. Um deles é Os Guarda-Chuvas do amor de 1963 de Jaques Demy e agora esse Across the Universe.

Filmão, amigos... Para ver ou rever!


Cenas do filme






Across the universe - I Am Walrus/bono


Across the Universe - Being for the Benefit of Mr. Kite/Eddie Izzard
I've got blisters on my fingers!

4 comentários:

  1. "Always, no, sometimes think it's me,
    but you know I know when it's a dream
    I think, I know, I mean, oh yes but it's all wrong
    That is I think I disagree."

    geniais, lindos! filme lindo......

    "A splendid time is guaranteed for all
    And tonight Mr. Kite is topping the bill!"

    ResponderExcluir
  2. O filme, realmente, é muito bom!
    As músicas...uma melhor que a outra!

    Partilho da mesma sensação de que valeria a troca dos 80/90 pelos 60!
    Apesar de ter uma simpatia pelo charme dos anos 50 tb...

    Mas,sem dúvida,a melhor parte do filme foi aquela em que adormeci em seus braços,meu amor...TUDIBOM!!!rs

    Beijos...Across the universe...

    ResponderExcluir
  3. Simpatia pelos 50? Você é uma autêntica garota Rock-a-Billy, Sandra Gambs.

    Nossa...quando será que consiguiremos assistir novamente um filme inteiro? Tá muito difícil. Estou sem cabeça para o que não é Gambs(rsrsrs)

    Até mais, Honey Pie!

    BeijoS

    ResponderExcluir
  4. rsrsrs...

    E eu...sem cabeça para o que não seja derivado de Eraser...

    Garota Rock-a-Billy?Gostei!

    Kisses,kisses...with all my love...

    Srta. Gambs

    ResponderExcluir