sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009

Bad Music For Bad People


Na última quarta-feira, dia 04 morria Erik Lee Purkhiser ou Lux Interior, vocalista da banda norte americana "The Cramps", e o Rock and Roll perdia um pouco da picardia e da irreverência e ficava um pouco menos provocativo.

O The Cramps surgiu na febre punk do começo dos anos 70 no lendário GBGB em Nova Iorque e foi o criador de um estilo música bem original a sua época o psycobilly, uma variante do rockabilly.

Interior- que era uma mistura de Johnny Cash, Iggy Pop e Frankenstein- foi um crooner band muito louco, com performances no palco inesperadas que chegava algumas vezes a terminar os shows pelado, sempre ao lado de sua esposa e guitarrista do Cramps a Poison Ivy.

Se os Cramps pararam no tempo e não se renovaram ou ficaram fiéis ao seu estilo, como eu discutia ontem com o Eduardo do (excelente) Blog "Barulho Ácido", não importa. O que vai ficar na minha cabeça é a paixão e a sinceridade que o Lux transmitia ao pegar no microfone e subir ao palco.


Bikini Girls With Machine Guns, Clássico do Cramps.

Nenhum comentário:

Postar um comentário